Abandone o cigarro sem medo de engordar

12

Várias doenças estão correlacionadas ao hábito de fumar e não faltam informações a este respeito. Um dado positivo aponta neste cenário: o Brasil se tornou o segundo país do mundo a cumprir as medidas indicadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para a redução do fumo. A informação corrobora a posição do país como referência mundial no combate ao tabagismo. Na última década, o número de fumantes no país foi reduzido em 40%. Ainda assim, as campanhas não dão trégua e o objetivo é baixar o índice registrado em 2018, que catalogava 9,3% da população brasileira como fumante.
Neste sentido, no dia 29 de agosto é comemorado o Dia Nacional do Combate ao Fumo, data que visa conscientizar a população sobre os males do cigarro e de seus componentes, incentivando o abandono do hábito de fumar. Muitas pessoas, no entanto, usam o argumento da obesidade para dar a desculpa de que não querem largar o cigarro. Para elas, a nutricionista Fernanda Alferes tem um recado: “Uma alimentação balanceada é o primeiro passo para evitar o ganho de peso durante o período de abstinência. Para uma alimentação saudável, é preciso consumir alimentos que possuam substancias importantes para o bom funcionamento do organismo. Desta forma, o metabolismo do ex-fumante voltará a ter uma normalidade e a dieta não será mais um sacrifício”, explica.
Segundo a nutricionista, os principais alimentos na hora de iniciar a dieta são os ricos em vitaminas, nutrientes e carboidratos. “O cigarro geralmente deixa os fumantes sem apetite, por isso eles não possuem uma rotina alimentar. Uma dica legal é ter horários fixos para as refeições e também alimentos saudáveis entre elas. Um alimento que eu gosto bastante é a mandioca, além de ser rica em fibras – substância que transforma o carboidrato em energia, a mandioca também aumenta os níveis de seretonina – o neurotransmissor que age nas regiões do cérebro responsáveis pela sensação do bem-estar”, diz.
A mandioca também pode ser encontrada em diversos alimentos, como na tapioca. “Este ingrediente tão rico no Brasil, ainda conta com fonte de fibras e é isenta de glúten. Auxilia ainda a regular o funcionamento do intestino e traz saciedade entre as refeições. Além disso, a tapioca pode substituir o pão no café da manhã e os chips de mandioca podem ser o lanche perfeito durante a rotina do dia-a-dia”, encerra Fernanda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.