Alimentação correta ajuda na prevenção de câncer. Será?

129

O Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima para o Brasil, neste ano, a ocorrência de 600 mil novos casos de câncer. Segundo o INCA, a alimentação e a nutrição inadequadas são classificadas como a segunda causa de câncer que pode ser prevenida. Segundo o Dr.Lucas Penchel, médico nutrólogo, apesar de seu surgimento, na maioria das vezes, estar relacionado a uma série de fatores, como genética, hábitos não saudáveis e condições externas, a alimentação ainda possui um papel de extrema importância tanto na proteção quanto na causa do câncer. O aparecimento poderia ser evitado se adotadas escolhas alimentares certas.
“Alguns alimentos ajudam a proteger o corpo do câncer. Em contrapartida, outros podem aumentar o risco. É o caso de alimentos ultraprocessados, açucarados, com conservantes ou prazo de validade extenso, como os produtos vendidos em caixinha ou saquinho” alerta o Dr. Lucas. Ele explica que adotar uma dieta rica em alimentos in natura ou minimamente processados, frutas, legumes, verduras, cereais integrais e leguminosas é o ideal para afastar o surgimento da doença. “Dar preferência para os alimentos da ‘terra’. Aquilo que plantamos e colhemos é saudável e a melhor opção sempre”, diz.
O excesso de gordura corporal, principalmente em região abdominal, também é um fator apontado pelo nutrólogo. “Essa condição altera os níveis hormonais e provoca um estado inflamatório que pode estimular a propagação celular e inibir a morte programada das células, o que aumenta o risco de ter câncer”, pontua. Para controlar este fator de risco, aliar a alimentação saudável à prática de atividade física regular é o indicado.
O nutrólogo Dr. Fernando Bahdur Chueire discorda da afirmação sobre alguns alimentos ajudarem a proteger o corpo do câncer. “Porque não se pode citar ou afirmar que determinado alimento protege do câncer, mas sim que alimentos processados e ultraprocessados podem levar ao câncer, devido à produção, conservação e armazenamento destes alimentos. Portanto, é recomendado à população priorizar a utilização de alimentos in natura ou alimentos obtidos de produção natural da época, como é o caso de frutas, verduras, leguminosas e cereais colhidos em determinadas épocas do ano, de acordo com os ciclos de plantio e colheita”, salienta o médico. Segundo ele, uma ótima referência para utilizar quanto a este assunto é o “Guia alimentar para a população brasileira”, que se encontra acessível no site do Ministério da Saúde (portalms.saude.gov.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.