Cardiologistas dá dicas de como manter a saúde do coração neste carnaval

89

O carnaval é uma das épocas mais esperadas do ano, mas apesar do bom astral, é nesse feriado que os abusos com relação à saúde mais acontecem. Sexo sem proteção, noites mal dormidas, excesso de álcool são alguns exemplos. “É recomendável que neste período os foliões redobrem a atenção com os hábitos de comportamento, como o abuso do álcool; do cigarro e a má alimentação, além de atentar para o estresse físico e os riscos de desidratação”, alerta o Dr. Marcelo Sampaio, cardiologista.
Segundo o especialista, não são apenas aqueles que sabem que são portadores de problemas cardíacos que precisam preocupar-se. “Todos devem ficar atentos a qualquer sintoma diferente do normal, como cansaço exagerado, falta de ar, dor no peito, tontura e palpitações”, diz o cardiologista, elencando algumas dicas para manter o coração saudável durante os quatro dias de folia.
“Cuidado com o abuso de bebida alcoólica. Tudo em excesso pode provocar danos ao coração. A bebida alcoólica também”, avisa, explicando que o álcool libera substância que podem provocar vasoconstrição, reduzindo o fluxo de sangue para o músculo do coração, podendo gerar arritmia. O cardiologista destaca que não é incomum pessoas que bebem muito terem episódios de taquicardia, arritmia ou até mesmo infarto. “Se tiver antecedentes de eventos com álcool ou fatores de risco genéticos, pode haver complicações”.
Para aqueles que costumam beber descontroladamente, ele alerta ainda para o risco do coma alcoólico, que ocorre quando a pessoa fica inconsciente devido aos efeitos do excesso de álcool no organismo. “Geralmente, ele ocorre quando se bebe a ponto de ultrapassar a capacidade do fígado de metabolizar o álcool, o que leva à intoxicação do cérebro e de diversos órgãos do corpo”, explica.
O cardiologista chama atenção para outra atitude comum no carnaval que costuma oferecer perigo ao coração: a alimentação desregrada. “Alimentos gordurosos, que provocam má digestão, podem causar danos ao coração e entupimento das artérias. Por isso, mantenha uma alimentação leve e balanceada. Prefira alimentos saudáveis, como proteína magra, frutas, verduras e vegetais. Outro perigo é o calor excessivo que desidrata e pode provocar queda de pressão e desmaios. Lembre-se de beber água mesmo que você não esteja com sede, porque a sede ocorre quando o corpo já está em desequilíbrio”, diz ele, sugerindo também passar longe de drogas ilícitas, cigarro e energéticos. “A cocaína, por exemplo, é a principal causa de infarto agudo do miocárdio em pessoas com menos de 30 anos, segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia. Já as drogas consideradas lícitas, como cigarro, álcool e energéticos, causam efeitos colaterais no coração. Da mesma forma, os proibidos termogênicos desencadeiam graves arritmias cardíacas”, enfatiza.
O Dr Marcelo lembra que emoções exacerbadas podem elevar a pressão arterial, o que é um perigo para o coração. “É importante verificar sempre a pressão e mantê-la sob controle”, diz o médico. Uma dica é controlá-la retirando o saleiro da mesa, reduzindo o consumo de embutidos (que possuem muito sódio), evitando carne vermelha e temperos industrializados. Chegar sem condicionamento físico ao carnaval pode trazer complicações para seu fôlego, deixá-lo dolorido e, assim, prejudicar a sua festa”, alerta o cardiologista, sugerindo que cada um respeite o seu limite e curta esta festa tão popular na cultura brasileira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.