Centro de Jaboticabal continua movimentado mesmo com o comércio fechado e orientações da Prefeitura

78

Mesmo diante de óbitos já registrados em Jaboticabal por causa da Covid-19, doença transmitida pelo SARSCov2, o novo coronavírus, o movimento no Centro de Jaboticabal causou surpreendeu médicos, autoridades e também munícipes que estão em isolamento social. A cidade já contabiliza 15 casos positivos da Covid-19 e já registrou dois óbitos e aguarda o resultado de mais dois. O boletim da Secretaria Municipal de Saúde, na quarta-feira, dia 8, data do fechamento desta edição, apontava um novo caso de coronavírus.
O Estado de São Paulo, por sua vez, teve um registro recorde de novos óbitos por coronavírus, chegando a 371 vítimas fatais. Desde quarta, foram confirmados 67 óbitos, quase três por hora. Com 5.682 confirmações de casos da doença, 20% das cidades de SP têm pelo menos uma pessoa diagnosticada. Dos 645 municípios, 121 já possuem casos de Covid-19.As mortes continuam afetando principalmente pessoas com 60 anos ou mais, somando 313 vítimas. Entre o total de 371 mortes, 211 são homens e 160 mulheres.
Os dados, no entanto, não assustam as pessoas que lotam os bancos de Jaboticabal e que circulam pelo Centro sem máscaras e em aglomerações. O caminhoneiro Paulo Silveira (nome fictício para guardar a identidade, a pedido da fonte) disse que não tem medo de pegar a doença porque caminhoneiro não pega nada. “Isto de vírus e briga política”, garante, mesmo se deparando com dados alarmantes que afetam o mundo inteiro. Muitos têm a mesma opinião e circulam sem qualquer ação preventiva, como as orientadas pelo Ministério da Saúde, Secretaria Estadual de Saúde e Secretaria Municipal de Saúde.
Enquanto isto, parte da população que segue as orientações, se revolta e divulga esta indignação nas redes sociais. No mesmo local, o prefeito José Carlos Hori tem feito transmissões ao vivo, pedindo que as pessoas continuem em casa.
O comércio se mantém fechado e segundo o presidente da Associação Comercial, Industrial e Agronegócios de Jaboticabal, Maurício Palazzo Barbosa, a Aciaja segue o decreto estadual, que prorrogou até 22 de abril o isolamento social. “Alguns setores estão liberados para funcionamento, atendendo às normas da OMS”, disse. César Tomé, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas, informou que a CDL tem uma reunião marcada para a próxima terça-feira, dia 14, para definir o assunto, mas que permanecem seguindo o Decreto Estadual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.