Clima seco favorece doenças respiratórias

159

O Combate: O clima seco, característico desta época do ano, propicia mais doenças respiratórios, correto?
Dr. Nóbile: Sem dúvida, a umidade relativa do ar baixa nesta época do ano, ou seja, o ar seco, juntamente com o aumento da poluição é uma agressão para as vias respiratórias, sendo o nariz o primeiro órgão a ser atingido. Isto se manifesta com o aparecimento de uma coriza, que é um sintoma inicial de gripes, resfriados e da rinite alérgica.

O Combate: Por que as crianças são mais suscetíveis?
Dr. Nóbile: As crianças têm o sistema de defesa (sistema imunológico) mais imaturo do que os adultos e é justamente na fase que começam a ter convívio com outras crianças, quando começam a frequentar escolas e creches, que ficam com mais doenças respiratórias. Isto faz parte do amadurecimento do sistema imunológico da criança, não sendo motivo de grande preocupação. Estudos mostram que até dez episódios de infecção dos vias aéreas em crianças está dentro da normalidade.

O Combate: Alergias, gripes, resfriados, pneumonia. Qual destas doenças é mais frequente em Jaboticabal nesta época do ano?
Dr. Nóbile: As mais frequentes são as alergias respiratórias. Vários estudos mostram que mais de 30% da população sofre de problemas alérgicos, que se manifestam mais no inverno. Em seguida, vêm os resfriados, que se assemelham com um quadro de rinite alérgica, vindo acompanhado frequentemente de febre baixa, mal estar e inapetência, tendo resolução espontânea na maioria das vezes. A gripe já é um quadro mais severo, apresentando febre alta, bastante tosse, muita indisposição, provocando frequentemente a falta ao trabalho e à escola. É mais rara, ocorrendo de uma a duas vezes ao ano e estando mais sujeita a complicações como a sinusite, otite, bronquite e pneumonia.

O Combate: O que podemos fazer para passar esta época do ano com mais tranquilidade?
Dr. Nóbile: Devemos evitar ambientes muito fechados, principalmente com aglomeração, já que as infecções de vias respiratórias são transmissíveis pelo ar. Devemos ter uma boa alimentação, com frutas, verduras, legumes e líquidos à vontade e caso a doença apareça é bom procurar o médico.

O Combate: Umidificar o ambiente é uma boa alternativa?
Dr. Nóbile: A umidade relativa do ar ideal seria acima de 30%. Abaixo deste índice, já começa a prejudicar as nossas vias respiratórias, sendo, neste caso, desejável a umidificação do ambiente, principalmente do dormitório, onde passamos, em média, oito horas diárias. Esta umidificação pode ser feita com umidificador, bacia de água ou simplesmente uma toalha molhada estendida no dormitório.

O Combate: O uso de suplementos de vitamina C nesta época do ano sempre aumenta. Ele, de fato, melhora a resistência às doenças respiratórias?
Dr. Nóbile: Na realidade, não existem evidências científicas que o uso de suplemento de vitamina C ajude a prevenir ou curar as doenças respiratórias. O que é importante é ter uma alimentação saudável, que supra as necessidades de vitamina C, devendo o uso de suplemento ser adotado apenas no caso de deficiência nutricional, com indicação do médico.

O Combate: Quais suas dicas para evitar as doenças desta época do ano?
Dr. Nóbile: Ter uma boa alimentação e água à vontade; ficar de olho em crianças e idosos, que são mais suscetíveis às doenças respiratórias; evitar ambientes fechados com muitas pessoas; evitar poluição ambiental e fumaça de cigarro; se a umidade do ar estiver baixa, umidificar o ambiente e evitar atividade física entre às 10h e às 16h pelo maior risco de desidratação; fazer higiene nasal com soro fisiológico, o que ajuda a limpeza e a umidificação do nariz; procure seu médico e nunca faça automedicação, principalmente anti-inflamatórios e antibiótico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.