Com tantos quitutes, qual a escolha certa para manter o peso?

173

Quitute. Definições: um tipo de comida que serve geralmente apenas como acompanhamento, não como uma refeição propriamente dita; iguaria apetitosa; comida requintada; petisco; petisco; pitéu, acepipe, guloseima.
Festa do Quitute. Definição: um evento no qual várias instituições se unem para arrecadar verba para suas ações e oferecem aos visitantes deliciosos pratos, enquanto a festa é animada por música, parque de diversão, barracas de dozes e uma bonita feira de artesanato.
O ponto alto da Festa do Quitute, realizada anualmente em Jaboticabal por ocasião do aniversário da cidade, como o próprio nome já denuncia são os “quitutes”. Vários! Cada um mais gostoso do que o outro. E aí vem a pergunta que muitos fazem: como aproveitar a festa sem ganhar quilinhos extras?
A nutricionista Carina Regolatt foi convocada pelo O Combate para a difícil missão de ensinar aos leitores e à nossa equipe como portar-se em cinco jantares e dois almoços (sim sete refeições de 11 a 16 de julho). OU seja, quem vai todos os dias no evento deve adotar qual estratégia para manter a forma?
“Mais um ano se passou e nós jaboticabalenses aguardamos ansiosos a tradicional Festa do Quitute. Quem está de olho na balança, e fazendo uma reeducação alimentar se pergunta: como sobreviver aos dias de festa sem ganhar peso e ainda provando as delícias do quitute? As opções são infinitas: churrasco, batata recheada, salgados, pizza, baião de dois, escondidinho, crepes, arroz carreteiro, frango xadrez, entre tantos outros quitutes. Sem falar nos doces, cujas opções são infinitas. Alguns desses pratos são típicos da nossa festa, ou seja, não comemos em outra época do ano, por isso, coma sem culpa”, comentou Carina.
Ela conta que para não atrapalhar a dieta e não “brigar” com a balança, é necessário adotar algumas estratégias. “Primeira coisa, nas refeições que antecedem a festa faça tudo direitinho. Economize na porção do pão, do arroz, não coma doce ao longo do dia, capriche nas frutas e beba bastante água. Você sabia que algumas pessoas comem porque estão com sede? Por isso, mantenha o corpo hidratado”, ensina. Outras medidas sugeridas por ela são fazer um lanchinho antes de sair de casa. Segundo a nutricionista, funciona para algumas pessoas que conseguem ir para a festa sem tanta fome. A sugestão de lanches é tomar um iogurte, comer algumas castanhas, ou uma fruta.
“Não falte à academia ou à caminhada. Manter o gasto energético elevado é fundamental. Se você planeja ir todos os dias, tente escolher opções sem carboidrato (massas, doces, bebidas açucaradas, bebida alcóolica). Os espetinhos e churrasco são boas opções de proteína. Se optar por uma massa, que tal abrir mão da sobremesa (doce)? Desta forma você consegue fazer uma economia calórica. O doce pode ficar para o dia seguinte. Independente de qual for a escolha, trabalhe a quantidade, não exagere e não repita o prato. Se tomar o refrigerante, não coma o doce. E se for escolher pela sobremesa, beba água”, aconselhou Carina.
Ela lembra que em algum momento precisamos “ceder” e dizer não. “É uma questão de comportamento diante da comida! Não dá para comer e beber tudo e não ter consequências depois. Encarando dessa forma, não há sofrimento: eu tiro daqui e coloco ali. No dia seguinte, vida normal. Siga sua orientação alimentar de costume e faça uma atividade física. Boa festa”, encerra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.