Comércio de Jaboticabal respeita normas municipais

6

Depois de permanecer longo tempo fechado e de ser reaberto sob críticas do governador de São Paulo, João Doria, que considerou a atitude do Executivo local de prematura, o comércio de Jaboticabal está atendendo à população em consonância com as determinações do prefeito Jose Carlos Hori. Parece que a cidade encontrou uma jeito de manter sua economia mais ativa e de manter seguros tanto os funcionários das lojas quanto os consumidores.
As lojas estão seguindo as determinações da Prefeitura: mantêm um balcão isolando a entrada dos consumidores, disponibilizam álcool em gel para os consumidores, organizam a fila por fora do estabelecimento e, muitas delas, trabalham em esquema de drive thru, sem que o consumidor precise ficar muito tempo no local.
O número de pessoas circulando com máscaras nas ruas centrais da cidade aumentou consideravelmente. Os comerciantes admitiram que este não é o tipo ideal de venda, mas que para o momento é uma opção que os permite trabalhar e ajudar a não aumentar o número de casos de Covid-19.
Maria de Fátima Pena estava comprando material em uma loja de preços populares. A vendedora de máscara e ela, também. Ambas separadas por um balcão no qual havia dois vidros de álcool em gel. “Eu não posso ficar em casa esperando a pandemia passar porque trabalho com mercadoria artesanal, é meu ganha pão. Pelo menos agora posso vim buscar material para fazer meus artigos e ganhar meu dinheiro. Achei esta alternativa uma boa solução”, disse a artesã.
Paula de Souza Fransichelli também achou positiva a iniciativa da Prefeitura de prolongar o drive thru depois do Dia das Mães. “Se a gente ficar distante direitinho e usar máscara, não ficar colocando a mão no balcão e não passar a mão no rosto, diminui bastante a chance de pegar o vírus. Eu chego em casa e limpo tudo com álcool em gel, que agora está mais fácil de achar”, disse, contando que a irmã é enfermeira em São Paulo e aconselhou a mesmo assim sair o menos possível até a curva epidêmica baixar e reduzir o número de contaminados e mortos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.