Confira os mitos e verdades da remoção dos pelos com receitas caseiras e saiba quais são os melhores métodos para depilar em casa

12

A maioria das cidades brasileiras está, desde março, com pessoas adotando o distanciamento social em razão da pandemia do novo coronavírus. Quem se depila frequentemente com um profissional precisou adaptar-se a outras formas de remoção do pelo, como lâminas, ceras, e até mesmo receitas caseiras para depilação. Entretanto, é preciso ter cuidado ao utilizar estes produtos que podem causar problemas à saúde da pele.
“É preciso tomar todo o cuidado ao fazer a remoção dos pelos em casa. A depilação pode causar hipercrominia pós-inflamatória, que são alterações na pigmentação da pele, causadas pela produção excessiva de melanina, e pode provocar manchas e foliculite. Além do risco com queimaduras com a cera quente”, comenta, em entrevista ao O Combate, a dermatologista Marina Thompson.
Segundo a Dra. Marina, uma dica importante é pensar que independentemente do método para remoção dos pelos, a regra é estar sempre com a área a ser depilada limpa antes do procedimento. “Esfoliar antes também ajuda a abrir os poros e evitar a temida foliculite e pelos encravados. Hidratar a pele após a depilação e evitar exposição ao sol sem uso do protetor solar também é recomendado”, diz a dermatologista.
Ela enumera mitos e verdades de depilação com receitas caseiras, a começar pela depilação com Pó Royal. A receita com o ingrediente de fermentação de pães promete, após a depilação com uma lâmina, clarear as manchas, dar maciez e o enfraquecimento progressivo dos pelos para uma remoção definitiva. De acordo com a dermatologista, o Pó Royal apresenta propriedades ácidas que, em contato com a pele sensível pela depilação com lâmina, pode causar alergias e inflamações. Portanto a técnica é um mito. O mesmo acontece com a depilação com clara de ovo e amido de milho. Juntos, os alimentos prometem um efeito semelhante ao lifting, esticando a pele e minimizando as rugas e marcas de expressão. “As propriedades desses alimentos são conhecidas para tratamentos faciais. Em termos de depilação, não existe comprovação científica quanto a sua eficácia”, disse a Dra. Marina.
Segundo ela, as misturas à base de açúcar e limão são usadas há anos como alternativas para depilação em casa. As principais vantagens são os valores e a praticidade. Podem ser usadas em todas as partes do corpo, como axilas, virilha e pernas. “Mas é preciso ficar atento com a temperatura da cera para não queimar-se. Além disso, é essencial lavar o local depilado várias vezes, já que o limão é conhecido por ser fotossensível e pode causar queimaduras se houver exposição ao sol”, declarou a médica.
A fórmula de bicarbonato de sódio e tomate não apresenta comprovação científica, mas é utilizada para a depilação. No entanto, as propriedades do bicarbonato de sódio são conhecidas em produtos de beleza como desodorantes, fortalecedor de unhas, clareador e esfoliantes. O pó associado ao tomate, que contém minerais e vitaminas (fósforo, potássio e magnésio) forma uma mistura que ajuda a hidratar a pele. Ao ser aplicada, enfraquece os pelos que ficam finos e caem. Atenção: a fórmula não deve ser usada por gestantes ou lactantes e por pessoas que tenham algum tipo de alergia a bicarbonato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.