Conquistas que são o reconhecimento de um trabalho de excelência

224

Se levarmos em consideração que uma das funções primordiais das instituições de ensino — transformação do conhecimento imediato para o mediato —, podemos sugerir que “a escola de qualidade é aquela que tem como valor fundamental a garantia dos direitos de aprendizagem de seus alunos, que dispõe de infraestrutura necessária, que ensina o que é relevante e pertinente através de processos aceitos pela comunidade escolar e pela sociedade servida. Seus professores e funcionários e os pais dos alunos estão satisfeitos, e os alunos mostram, através de formas objetivas, que aprenderam o que deles se esperava” (Soares, 2005, p. 18). A partir dessa perspectiva, o principal indicador de qualidade, portanto, é o desempenho dos alunos. Bingo! Ponto para a Escola Equilíbrio, que ratificou, mais uma vez, sua formação de excelência.  Isto porque a Equilíbrio acaba de conquistar um importante reconhecimento  na competição internacional “Matemática sem Fronteiras”. Os 6o, 8o e 9o anos receberam medalha de bronze na categoria estadual e medalha de bronze, os 6o e 9o anos, na categoria nacional. “No ano passado, o 8o ano ganhou medalha de bronze na categoria estadual e o 7o ano, menção honrosa. Neste ano, foram premiações estadual e nacional de mais turmas e isto nos mostra claramente uma grande evolução”, elogiou a coordenadora da Escola Equilíbrio, Ana Cláudia Thomaz Polachini.  A diretora da Equilíbrio, Mônica Verardino de Oliveira completa: “Criada pela Academie de Strasbourg da França, a competição envolve diversos países. Adaptada para o nosso país pela Rede do Programa de Olimpíadas do Conhecimento, o Matemática sem Fronteiras se destaca por ter uma questão em língua estrangeira e ser realizada em equipes. A participação da nossa escola despertou a superação tanto em matemática quanto na língua estrangeira e o espírito colaborativo em nossos alunos, qualidades de extrema importância nos dias de hoje. Parabéns às equipes participantes e aos professores Alex Adriano Chioda e Thiago Brunini Mendes”, parabenizou Mônica. E a atuação dos alunos da Equilíbrio não se limitou às conquistas no Matemática sem Fronteiras. A Mostra Cultural 2017, realizada nas instalações da escola no dia 30 de outubro, mostrou que criatividade, conhecimento geral, senso de equipe, organização e sede de aprendizagem fazem parte da rotina dos estudantes da Equilíbrio.  De física, história da arte, biodinâmica, robótica, corpo humano a curiosidades, com um grande apelo em nutrição, saúde e qualidade de vida, além de muita novidade, a mostra revelou que a Escola Equilíbrio consegue inovar a cada ano, sem, no entanto, afastar-se dos seus valores básicos de disseminar conhecimento e formar seres humanos de maneira integral

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.