Dia Mundial do Coração

201

Cuidar do coração vai muito além dos sentimentos. A atenção com a saúde do sistema cardiovascular é essencial para reduzir os índices da principal causa de mortes no mundo, as doenças cardíacas. No Brasil, cerca de 300 mil pessoas são acometidas por ano, o que corresponde a uma morte a cada dois minutos de acordo com o Ministério da Saúde. A boa notícia é que a maioria das doenças cardíacas pode ser evitada com mudanças de hábitos e estilo de vida e redução dos fatores de risco, como hipertensão, diabetes e colesterol alto.
É esse alerta que o Dia Mundial do Coração, comemorado amanhã, pretende reforçar. Instituído pela Federação Mundial do Coração, o dia é uma boa oportunidade para passar a adotar hábitos saudáveis, reduzir a obesidade, melhorar a alimentação, organizar uma rotina de exercícios físicos, evitar o consumo excessivo de álcool e parar de fumar, por exemplo.
“As pesquisas têm mostrado que uma combinação específica de alimentos saudáveis para o coração pode ser muito eficaz para evitar fatores como o colesterol, por exemplo”, explica Claudio Tacconi, gerente de Nutrição Humana da BASF para América Latina.
Segundo ele, três ingredientes funcionais que podem ser incluídos na dieta como aliados do coração são fitoesterois, ômega 3 e licopeno. “Fitoesterois podem contribuir para a redução de até 12% do colesterol total, incluindo os níveis de colesterol LDL, conhecido como colesterol ‘ruim’. Também diminuem efetivamente os triglicerídeos. Os fitoesteróis ou esteróis vegetais são componentes de gordura natural de todas as plantas, incluindo sementes de óleo, grãos, nozes, legumes, vegetais e sementes de frutas. A quantidade efetiva a ser consumida segundo a Sociedade Internacional de Aterosclerose (IAS) é de 2 gramas ao dia. O ômega 3 também tem importante atuação na prevenção de doenças cardiovasculares, pois ajuda a regular a pressão arterial e frequência cardíaca, além de prevenir arteriosclerose e infarto do miocárdio. Para alcançar a quantidade, deve-se ingerir diariamente cerca de 50g de salmão cru, 25 g de arenque cru ou 17 ovos grandes, podendo também ser consumidos por meio de alimentos enriquecidos ou suplementos”, explicou Tacconi.
Licopeno, conforme informou, é uma das mais poderosas substâncias antioxidantes, prevenindo o estresse oxidativo, condição biológica onde ocorre o desequilíbrio entre os radicais livres e o sistema antioxidante das células. Um suprimento adequado de licopeno é importante para evitar doenças cardiovasculares como a aterosclerose, lesão por isquemia, infarto do miocárdio, além de ajudar contra síndromes metabólicas, obesidade e diabetes mellitus. “O licopeno pode ser naturalmente encontrado no tomate, melancia, goiaba e mamão e também é aprovado para uso em suplementos voltados para saúde cardiovascular, saúde do fígado e proteção do sistema imunológico, como prevenção do câncer de próstata”, concluiu o gerente sênior.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.