Empresário de brinquedos aposta em aumento nas vendas

181

O empresário Roberto Enoki nasceu já em meio a comerciantes e garante que a cada ano que passa aumenta ainda mais sua carteira de clientes. Crise? Ela existe, é óbvio, mas não afetou seus negócios. Pelo contrário, seu faturamento mantém a mesma média/ “Tive 10% de aumento de clientes em relação ao ano passado, o que acontece é que as pessoas estão optando por produtos com preços mais acessíveis”, explicou Roberto, proprietário da Enoki’s Presentes, loja de artigos de presentes, utilidades e brinquedos que existe desde 1983. Para o Natal, Roberto mantém o otimismo. “É uma época boa, a venda de brinquedos quadruplica e normalmente só os brinquedos representam 40% do meu faturamento, os demais 60% são divididos em 30% para utilidades e 30% para presentes”, comentou o empresário. Para manter suas vendas em alta, o comerciante explica que investe em bom atendimento e reduz sua margem de lucro para oferecer um preço mais competitivo. “Tem grandes lojas de rede que conseguem oferecer um ou outro produto com preço menor porque compram em quantidade e conseguem pagar menos, mas eu sempre procuro ter uma margem menor para manter os consumidores satisfeitos”, disse. Roberto conta que uma peculiaridade vem sendo observada na venda de brinquedos: cada vez mais os jogos interativos de tabuleiro e que promovem movimento (corda, bolas, bumerangues, frescobol, etc.) vêm sendo substituídos por games. “Isto acontece porque os pais se esquivam de interagir. É mais prático deixar a criança brincando sozinha do que ensinar a jogar e participar”, lamentou o lojista, completando que dos brinquedos sem ser games o que mais tem saída é a arma Nerf e a boneca Baby Alive.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.