Envelhecimento e saúde integral

63

“A construção social negativa em torno da passagem do tempo rapidinho torna os termos ‘terceira idade’ e ‘melhor idade’ tão temidos quanto velhice”, observa a fisioterapeuta Frésia Sá, que trabalha com Saúde Integrativa, cujos objetivos são fazer com que tenhamos uma saúde plena, que envolva todos os processos da vida, inclusive o envelhecimento.
Segundo Frésia, uma pergunta que sempre surge quando se fala em envelhecimento saudável é “como evitar envelhecer?”. A fisioterapeuta é pontual: envelhecer é um processo do qual não podemos fugir. “Somos seres naturais e, como tudo na natureza, temos como processo nascer, crescer, amadurecer e morrer. É a lei da vida. Então, por mais que tentemos, não conseguimos parar o tempo, não podemos ser jovens para sempre (ao menos, não no corpo) e nem conseguimos evitar o envelhecimento das nossas células que, apesar de não vermos, começa bem cedo, por volta dos 25 anos”, enfatiza ela.
Mas, então, como fazer? Como lidar com o envelhecimento de uma maneira saudável? “Primeiro, é preciso pensar na vida como um processo integral. O envelhecimento faz parte, assim como uma série de outros fatores, e entender essa integralidade pode ser a chave para termos mais saúde e qualidade de vida, em qualquer idade”, explica Frésia, completando que é importante conseguir fazer com que o corpo responda de uma forma muito tranquila ao passar do tempo. “Conquistamos força física, eliminamos traumas e crenças que nos limitam, descobrimos nossos dons, nossas paixões e aprendemos a viver nossas potencialidades”, diz ela.
Quando se toma consciência de que dá para envelhecer com saúde, começa-se a alimentar melhor, a exercitar o corpo e a mente, a fazer escolhas mais condizentes com o que somos, com a nossa verdade e, por isso, nos tornamos pessoas mais plenas e felizes, conforme destacou a fisioterapueta.
“Nossas rugas deixarão de nascer? Invariavelmente, não. Mas, talvez, elas deixarão de ser vistas como grandes vilãs, e serão nossas ‘parceiras no crime’. Qual crime? Aquele de viver intensamente”, comemorou.
Há quem veja no envelhecimento apenas uma forma de mostrar que se viveu muito, e muito bem. “São poucas essas pessoas, ainda, mas garantimos que elas chegam ao nosso consultório muito mais leves e que têm tratamentos muito mais rápidos e eficazes”, revela a fisioterapeuta, dizendo que isso porque, quando entendemos que a natureza é nossa amiga e não uma grande vilã, vemos o envelhecimento de forma natural e tranquila, e nos abrimos para os aprendizados que, inclusive a dor, nos traz.
Frésia dá uma dica para quem quer levar o envelhecimento de uma forma mais tranquila: na próxima vez em que se olhar no espelho, procure um olhar integral sobre si mesmo e busque ver no passar do tempo as experiências que já foram vividas. Certamente, outras virão. E, com a ajuda da Saúde Integrativa, elas podem acontecer de forma mais plena e amigável, sem medos e com mais saúde e alegria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.