FCAV/Unesp e Prefeitura de Jaboticabal fazem inquérito sorológico da Covid-19

10

Dados para análise e interpretação que trarão uma noção do cenário epidemiológico de Jaboticabal para que, posteriormente, possam ser planejadas ações coordenadas e mais direcionadas à prevenção e tratamento da Covid-19, a doença transmitida pelo coronavírus. Este é o trabalho realizado em parceria entre uma equipe da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV)/Unesp e Prefeitura de Jaboticabal.
O trabalho irá mapear a incidência e as possíveis zonas de contágio do novo coronavírus na cidade. A primeira etapa do estudo começou no sábado, dia 13. A segunda, no domingo, dia 14. O levantamento vai coletar amostras de sangue de 750 moradores das diferentes regiões da cidade para montar um inquérito sorológico da Covid-19 no município.
Segundo a professora Adolorata Aparecida de Bianco, as residências que receberam os profissionais ao longo do fim de semana foram sorteadas e apenas uma pessoa de cada casa foi testada. Ela explicou que a divisão foi feita considerando todos os setores censitários do município. Ou seja, a pesquisa é uma amostra estatística representativa do município todo. A sondagem é dividida em três etapas. A primeira e a segunda etapas coletaram amostras de 270 pessoas, sendo 120 no primeiro dia e 150 no segundo. A terceira fase da pesquisa ocorre entre os dias 11 e 12 de julho.
O objetivo da equipe que realiza a pesquisa é ter uma espécie de fotografia do coronavírus, ou seja, um raio x desta virose que mudou a rotina de milhões pessoas ao redor do mundo e que está provocando milhares de mortes no Brasil.
A professora Adolorata explicou que na etapa seguinte serão feitos os testes nos mesmo bairros, nas casas vizinhas àquelas que foram feitas anteriormente. O propósito é conhecer quantas pessoas já entraram em contato com o vírus e saber como está a dinâmica da disseminação da Covid-19 em Jaboticabal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.