Igreja da Aparecida será elevada a santuário

448

“De acordo com o Código de Direito Canônico, um santuário é uma igreja que se destaca pela devoção popular, pelo grande concurso de fieis, mesmo que esse concurso não seja contínuo e pela piedade popular”. A explicação é do chanceler do Bispado da Diocese de Jaboticabal, padre Marciel Silva de Lima, que junto com o bispo Dom Eduardo Pinheiro da Silva, comemora a elevação da Igreja de Nossa Senhora Aparecida a Santuário Diocesano. A concelebração eucarística da elevação acontece no dia 8 deste mês, próxima sexta-feira, às 20 horas. Segundo o chanceler, a decisão para a elevação de uma igreja à dignidade de santuário, não leva muito tempo e parte do bispo diocesano em atenção às características devocionais próprias da igreja. “A Igreja de Nossa Senhora Aparecida foi construída, por ocasião do milagre da menina cega de Jaboticabal, miraculada por intercessão de Nossa Senhora Aparecida. Na época, a igreja era apenas uma capelinha e nela foi introduzida a imagem de Nossa Senhora Aparecida, sendo que a mesma foi considerada o segundo templo dedicado à Padroeira do Brasil. De acordo com um opúsculo escrito pelos professores Luiz Carlos Beduschi, Dorival M. de Andrade e Antônio Pascoal André, depois da construção dessa capelinha, vários romeiros provenientes de várias localidades, vinham até este lugar para fazer suas orações, suplicar graças especiais, pagar promessas e alcançar bênçãos para suas vidas”, contou o padre Marciel.  Ele explicou que a palavra santuário, vem do latim “sanctuarium”, e etimologicamente quer dizer “lugar santo”, “lugar sagrado”. “É, portanto, uma igreja para a qual acorrem peregrinos e romeiros, atraídos pela veneração de um santo que aí é ‘cultuado’. Enfim, um santuário é um lugar de peregrinação, uma igreja de portas abertas, não só para permitir a entrada de fieis a qualquer momento do dia, mas também para oferecer a essas pessoas, um serviço de acolhida, disponibilizando para as mesmas, atendimento espiritual e sacramental, como confissões, direção espiritual, celebração da Santa Missa, bênçãos etc.”, disse, lembrando que a Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Jaboticabal não receberá outro presbítero. Ela continuará sob os cuidados do padre Paulo Alexandre Gonçalves, atual pároco, que a partir do dia 8 de dezembro terá também a responsabilidade de organizar a pastoral da supracitada paróquia, de modo que, como santuário, esta possa acolher da melhor forma possível, todas as pessoas, romeiros, peregrinos e fieis devotos de Nossa Senhora Aparecida que acorrerão a este novo santuário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.