Jaboticabal sedia a Semana Lixo Zero

23

Quando caminhamos pelo Anel Viário, nas imediações do loteamento Monterrey, a cena que encontramos é estarrecedora: lixo e mais lixo. Garrafas, latas, pacotes de biscoitos, embalagens de preservativos, sacos de plástico, e muito mais, ocupam as guias do Anel Viário e das ruas nas imediações. A cena, no entanto, não é peculiar apenas a este local. Vários pontos da cidade acumulam lixo e por mais que a limpeza seja insistentemente feita pela Prefeitura ou por mutirões de amigos, em poucas semanas lá está o lixo novamente.
A reflexão se torna maior ainda nestes dias, quando acontece a Semana Lixo Zero, que é uma plataforma mobilizadora por nichos que tem como objetivo trazer soluções para que a meta Lixo Zero seja alcançada. Seu objetivo é mobilizar o maior número possível de organizações a realizar um evento Lixo Zero e conscientizar aquela comunidade a se tornar Lixo Zero. Sua última edição, em 2018, abrangeu 2 países, 20 estados e 45 cidades participantes, totalizando mais de 1500 eventos, com workshops, oficinas, congressos, bate papos, intervenções artísticas, entre outros. Foram alcançados mais de 150 mil pessoas diretamente em todo Brasil.
Em Jaboticabal, a Semana Lixo Zero foi aberta oficialmente na noite da segunda-feira desta semana, dia 21, no Salão Nobre do Colégio Santo André, onde profissionais de vários segmentos se uniram para propor à sociedade um amplo debate sobre sustentabilidade, reaproveitamento e destinação correta do lixo. Após a abertura, houve um ciclo de palestras, com os temas “Gestão de resíduos sólidos: políticas públicas de efetivação da cidadania” (José Carlos de Oliveira) e “Resíduos, comportamentos e impactos” (João Teixeira Neto), e, na sequência, houve a apresentação cultural dos alunos da ONG Olhos da Alma.
Antes da abertura, na segunda-feira, na parte da manhã, já foi realizada a palestra “Prevenção: Combate à dengue – Destinação correta de resíduos. Educação em Saúde na sala de espera”, no CIAF IV, promovido pela Secretaria de Saúde em parceria com os médicos veterinários residentes da Unesp. Houve também a roda de conversa “Abordagem do resíduo sólido e suas consequências, na EMEC “José Abdo Chueire.
Nos outros dias da semana a programação continuou, com palestras e atividades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.