Julio Cezar Durigan morre aos 63 anos em São Paulo

233

O professor Julio Cezar Durigan, ex-reitor da Universidade Estadual Paulista (Unesp), morreu na madrugada desta sexta-feira, dia 8, aos 63 anos, em decorrência de um câncer. Ele estava internado no Hospital Samaritano em São Paulo (SP), mas o corpo foi velado e cremado em Jaboticabal, onde Durigan tinha sua residência e cidade na qual foi professor durante muitos anos na Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV), a Unesp Jaboticabal.
Durigan assumiu a reitoria da Unesp em janeiro de 2011, quando o então reitor Herman Voorwald se licenciou para assumir a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo. Dois anos depois, o professor assumiu definitivamente o cargo, até janeiro deste ano.
A Unesp decretou três dias de luto oficial e, em nota, enviou as condolências à família.
Nascido em Taiúva (SP), Durigan cursou o ensino médio em Jaboticabal, onde também se graduou na então Faculdade de Agronomia, que mais tarde se transformou em um dos institutos da Unesp. O professor, aliás, estava presente na cerimônia de criação da Universidade, no Palácio dos Bandeirantes, quando o governador Paulo Egydio Martins anunciou a fusão dos 14 Institutos Isolados de Ensino Superior do Estado de São Paulo.
Doutor em agronomia, além de professor, foi também diretor da Unesp Jaboticabal, vice-presidente da Associação Universitária Iberoamericana de Pósgrado e membro titular do conselho curador da TV Cultura da Fundação Padre Anchieta.
Durigan deixa Rosângela viúva e a saudade irreparável em seus três filhos.
O jornal O Combate lamenta imensamente a partida precoce deste grande guerreiro, exemplo de acadêmico e amigo querido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.