Mercado brasileiro de orgânicos cresceu 20% em 2018

100

Na edição passada, o O Combate trouxe dicas de como cuidar de sua própria horta e mostrou a facilidade de cultivar uma mini-horta até em apartamentos. A tendência está, de fato, aumentando e, segundo números do Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis), o mercado brasileiro de produtos orgânicos cresceu 20% em 2018, faturou R$ 4 bilhões e tem a estimativa de continuar nos dois dígitos esse ano.
No mercado externo, as exportações representaram perto de US$ 180 milhões de dólares entre as empresas associadas do Organis, um crescimento tímido e infelizmente ainda centrado em produtos ingredientes e de baixa associação à marca Brasil, resultado da falta de reconhecimento mútuo de certificações entre países. “O Brasil é talvez o único país, dos BRICS ao G20, que ainda está fechado ao mercado global. Não temos reconhecimento de certificação com nenhum país, enquanto países europeus, asiáticos, norte americanos e alguns latinos já estão com seus em vigência”, explica Ming Liu, diretor do Organis.
No primeiro trimestre, 11 empresas associadas ao Organis participaram das duas mais importantes feiras do setor – Biofach (Alemanha) e ExpoWest (Estados Unidos) – com boa performance comercial e valorização de seus produtos – de açúcar a castanha, do mel ao mate. “São todas empresas exportadoras que cresceram com o Organics Brasil, que é a marca de um programa do Organis de promoção internacional, que desde 2005 promove os produtos brasileiros orgânicos e sustentáveis no Brasil e no mundo. É muito importante participar dos grandes eventos de comércio e promoção para manter as empresas associadas no radar dos negócios internacionais”, comenta Cobi Cruz, diretor do Conselho.
“Preparamos ao varejista um mix de associados que permitem montar um nicho orgânico em qualquer loja ou supermercado no Brasil. Vamos promover degustação e receitas fáceis para mostrar como incluir ingredientes e produtos orgânicos no dia a dia”, explicou Cruz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.