Mudança no secretariado do prefeito Hori

169

“Foram medidas meramente políticas. Não teve nenhuma relação com o desempenho de nenhum deles”. A declaração é do prefeito José Carlos Hori, que anunciou na semana passada mudanças no secretariado municipal nas Secretarias de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secel), Fazenda, Saúde e Administração e na autarquia Seprem.
Cláudio Almeida, que já foi secretário de Educação no segundo governo de Hori volta à cena como superintendente do Seprem, ocupando o lugar de Elivaine Almeida Silva, que passa a ocupar a pasta de Administração.
Leonardo Yamazaki é o novo secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer. O antigo secretário, Adilson Martins, assume a Secretaria da Fazenda, pasta até então sob o comando da funcionária de carreira Ângela Nazário Fonseca, que agora passa a ser chefe de Gabinete da Fazenda.
Maria Angélica Dias dá lugar ao professor João Roberto da Silva na Secretária de Saúde. Em entrevista ao O Combate, o prefeito Hori ainda não havia definido o destino de Mara Angélica, que também é funcionária de carreira.
As mudanças passaram a valer na última sexta-feira, dia 1º de fevereiro. “Temos um ano muito promissor e as mudanças foram necessárias para manter o time ligado e pronto para trabalhar em prol do desenvolvimento de Jaboticabal. Foram medidas estratégicas e não pelo desempenho, caso contrário Ângela, por exemplo, nunca sairia do comando da Fazenda, uma vez que ela se revelou uma brilhante profissional”, declarou o prefeito.
Desde o início de seu mandato, muita mudança foi feita e apenas Wellington Caiado Castro, Paulo Polachini e Leonardo Matsuta, nas Secretarias de Governo, Planejamento e Negócios Jurídicos, respectivamente, não foram mudados.
O governo começou com André Nozaki (Saúde), Adílson Martins (Educação), José Carlos Abreu (Obras e Agricultura), Elivaine Silva (Seprem e Assistência Social), Wellington Caiado Castro (Governo e Administração), Ângela Fonseca (Fazenda), Paulo Polachini (Planejamento e Indústria e Comércio), Leonardo Matsuta (Negócios Jurídicos ). Logo após, Maria Angélica foi noemada para a Saúde e Nozaki foi para a presidência do Saaej. Em seguida, Nozaki foi para a Agricultura e pediu exoneração por ter sido retirado do cargo sem devidas explicações. Ele também era funcionário de carreira.
Atualmente, além de Caiado, Polachini e Matsuta, que permaneceram desde o início nas mesmas pastas, os secretários do governo de Hori são os seguintes: Aldo Bellodi (Agricultura), José Sylvio Vantini Júnior (Indústria e Comércio), Tatiana Pellegrini (Assistência Social), João Roberto da Silva (Saúde), Adilson Martins (Fazenda), Leonardo Yamazaki (Educação), Elivaine Silva (Administração), Josué Santos (Obras), José Carlos Abreu (Saaej), Cláudio Correia (Emurja) e Cláudio Almeida (Seprem).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.