Neste domingo Jaboticabal recebe o Circuito Sesc de Artes

247

Neste domingo o Lago Municipal se transforma em pura arte. Jaboticabal recebe shows, espetáculos de dança, circo e diversas intervenções artísticas gratuitas e livres para todos os públicos, na Esplanada do Lago, a partir das 16 horas. É mais uma edição do Circuito Sesc de Artes, realizado pelo Sesc São Paulo. A caravana do Circuito Sesc de Artes chega a Jaboticabal.
O evento propõe a ocupação dos espaços públicos, ampliação das possibilidades de convivência, circulação de trabalhos artísticos e reflexões sobre outras relações possíveis entre centro e periferia.
A programação inclui circo com o Coletivo Na Esquina (MG). Em um encontro entre amigos, em um jogo de inter-relações imprevisíveis entre artistas e público, o espetáculo dinamiza as performances circenses com mastro chinês, trapézio fixo, malabares, lira, acrobacia de solo e mão a mão, construindo com espontaneidade as cenas ao ar livre. O mesmo Coletivo Na Esquina promove uma oficina de técnicas de acrobacia de solo e acrobacia coletiva.
As Presepadas de Damião é a peça do grupo Damião e Cia. de Teatro (SP). Damião é visitado por dois misteriosos viajantes, Jesus Cristo e São Pedro, e como agradecimento pela hospitalidade, recebe o presente de fazer três pedidos, mas vai acabar alterando o ciclo natural das coisas. Nesta comédia de rua com pesquisa de estética regional brasileiras, o grupo paulista explora diversos contos populares que falam sobre personagens que tentaram enganar a morte.
Tem ainda a Orkestra Bandida (SP), com seu universo gipsy e cigano do Oriente Médio; o Coletivo Tralha (SP) com um conjunto de caixas de papelão de diferentes tamanhos e estampadas com letras e imagens que convidam o público a construir estruturas.
O Cinema de Imersão – Realidade Virtual, feito com a parceria da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, também é uma das atrações. Com cinco filmes, o público é convidado a experimentar essa tecnologia imersiva que abre possibilidades de novas formas de contar histórias; e o LEVA – Laboratório Experimental de Vivências Artísticas (SP). sob orientação das educadoras Gina Dinucci e Tabata Barboza, em um processo interativo e colaborativo, os participantes desta atividade fazem uma reflexão sobre seus próprios medos para produzir um figurino completo de monstro, utilizando diversos materiais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.