O O Combate acredita na vida

198

Quem gosta de falar de suicídio? Ninguém. O tema é pesado, mórbido e as pessoas evitam comentar, mas a urgência em debater para combater fez com que muitos profissionais da área de saúde se mobilizassem e criassem o “Setembro Amarelo”, que está unindo um grupo em Jaboticabal e conta com o apoio do jornal O Combate. Considerado um dos assuntos tabus da humanidade, o suicídio será tema de diversas ações que acontecem de 9 a 15 de setembro em Jaboticabal. As atividades, em alusão ao Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, comemorado dia 10 de setembro, são promovidas pelos psicólogos Luís Carlos Fernandes e Taísa Del Vechio, e fazem parte do “Setembro Amarelo”, um movimento mundial simbólico para a divulgação e combate do suicídio.  Com o slogan “Suicídio, um Grito pela Vida”, o objetivo é debater com a sociedade os assuntos que permeiam o tema. De acordo com o relatório “Prevenindo suicídios – um imperativo global”, da Organização Mundial da Saúde (OMS) de 2014, o Brasil é o 8º país com maior taxa de suicídios do mundo. O estudo ainda revela que a cada 40 segundos, uma pessoa comete suicídio no mundo, e para cada caso consumado, há pelo menos 20 tentativas fracassadas. Só no Estado de São Paulo, foram 2.339 mortes por suicídio em 2014, segundo dados da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (SEADE), divulgados em setembro de 2016.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.