Orgulho para Jaboticabal

24

Painless (em português, Indolor), novo projeto de Michael Wahrmann, levou o prêmio CNC no Torino Film Lab. O Prêmio CNC, concedido pela CNC- Centre National du Cinéma et de l’Image Animée, é muito importante no mundo do cinema principalmente por revelar novos talentos. E o que isto tem a ver com Jaboticabal? A jaboticabalense Júlia Alves de Oliveira, que mora em São Paulo, faz parte deste projeto e foi lá receber o prêmio.
Júlia é da Sancho&Punta, uma empresa paulistana que nasceu em 2016, através da parceria entre as produtoras Sancho Filmes (de Michael Wahrmann, Bruno Risas e Diogo Hayashi) e Punta Colorada de Cinema (parceria da Júlia Alves e Sílvia Cruz), com o objetivo de compartilhar uma plataforma de produção destinada à realização de projetos independentes de diretores brasileiros e internacionais.
O premiado filme Indolor conta a história de um diplomata francês aposentado e sua esposa brasileira que compram uma velha fazenda abandonada numa ilha paradisíaca do nordeste brasileiro. Para sua surpresa, ao chegar na ilha descobrem que, em parte de seu terreno, existe uma pequena e isolada aldeia de pescadores, descendentes de uma antiga colônia alemã; eles são loiros, altos e de olhos azuis. O receio do casal com a presença dos colonos se resolve quando os moradores se oferecem para cuidar da fazenda em troca de autorização para continuar vivendo na ilha. Quatro jovens de aspectos sinistros são então enviados para trabalhar com o casal: uma moça usa um tapa olho, outra manca muito visivelmente, um dos rapazes está cheio de cicatrizes no rosto e o último, é mudo.
Apesar da amabilidade inicial, o comportamento dos jovens vai transformando-se em algo ameaçador, misterioso e perigoso em função de inexplicáveis acidentes que acontecem na fazenda. Durante uma tempestade feroz que assola a propriedade, um dos jovens sofre um terrível ferimento, e o casal descobre que os habitantes da ilha possuem uma estranha síndrome que mantinham em segredo: eles não sentem dor.
Após um breve período de curiosidade mórbida e abuso de poder por parte do casal, a tensão com os jovens aumenta. Acreditando que os colonos representam uma ameaça à sua propriedade e às suas vidas, o casal decide tomar uma decisão drástica que levará a um confronto violento e inesperado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.