Prefeitura regulamenta instalação de parklets

    18

    Você já viu em cidades como São Paulo áreas de descanso chamadas de parklets? São extensões temporárias do passeio público, legalizadas pelas prefeituras e Jaboticabal também poderá ter áreas como esta, o que faz parte do Plano de Mobilidade Urbana. A Prefeitura regulamentou a instalação de parklets argumentando que a área incentiva a ocupação de espaços de convívio coletivo.
    O decreto nº 7.037 foi publicado na sexta-feira passada, dia 13, e define que pequenas áreas contarão com uma estrutura personalizada, com bancos, mesas, floreira, guarda-sol, paraciclos ou jardins. “Elas vão ocupar o local hoje utilizado por vagas de veículos. Esses espaços vão ganhar vida, deixando a paisagem mais bonita, além de ampliar a conveniência social. A população terá um local de lazer e descanso. Eles podem ter até 15 metros e sua instalação é facultativa”, explica o prefeito José Carlos Hori.
    Qualquer proprietário de estabelecimento comercial, pessoa física ou jurídica, pode solicitar a instalação, que será analisada pela Secretaria Municipal de Planejamento. “Os técnicos vão avaliar os princípios, critérios e requisitos de inserção urbana, acessibilidade, pertinência, impacto no tráfego da região e demais obrigatoriedades previstas no Plano”, disse Hori.
    A exemplo do que acontece nas cidades que já têm, o parklet e todo o mobiliário nele instalado serão de uso público, acessíveis, vedada a utilização exclusiva por seu mantenedor ou clientes. Somente serão autorizados sobre os espaços reservados para estacionamentos nas vias que tenham velocidade máxima de 50 km/h. Todos os pedidos para autorização serão regulamentados pelo decreto, considerando a segurança sobre o trânsito do entorno, incluindo veículos, automotores, pedestres, entre outros.
    Segundo o prefeito, Jaboticabal já finalizou o seu Plano de Mobilidade Urbana, que inclui diversas mudanças no trânsito para tornar o município mais acessível e organizado para pedestres, condutores, ciclistas e deficientes físicos. As melhorias previstas no projeto têm um prazo máximo de 10 anos para serem concluídas.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor, digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui.