Quando é indicado o uso do suplemento alimentar?

251

Nas academias um cenário é sempre fixo: garrafinhas para cá, copos para lá, squeezes para todos os lados. E dentro, suplementos. Auxiliado pelas novas tecnologias, o mercado de suplementos alimentares no Brasil ganha cada vez mais espaço por adaptar-se ao novo perfil do consumidor e procurar atender as expectativas das pessoas. Mas muita gente se pergunta se vale mesmo a pena suplementar a alimentação.
Os fabricantes e muitos profissionais garantem que além de auxiliar atletas e praticantes de atividades desportivas a suprir as necessidades nutricionais, energéticas e de performance, os suplementos alimentares, em suas diversas categorias, estão disponíveis para atender às necessidades individuais, de qualquer faixa etária, desde que recomendados por profissionais especializados. Estudos demonstram que os suplementos facilitam a absorção de nutrientes essenciais para o organismo (proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas e sais minerais).
De acordo com o nutricionista esportivo e consultor Geovanni Sampaio, os benefícios dos suplementos vão além de uma mudança na composição corporal. “Os suplementos alimentares são utilizados de diversas formas, não apenas com o intuito de melhorar o desempenho no esporte ou o físico, mas podemos explorar a sua praticidade e benefícios para todos. Para a manutenção da saúde principalmente, um exemplo disso é o uso dos shakes proteicos quando a ideia é completar o aporte proteico em algumas refeições. Organizar lanches práticos e saudáveis deve fazer parte da rotina, e nada melhor para o bom funcionamento do corpo que estejam presentes todos os micros e macronutrientes fundamentais”, explica o nutricionista.
Os profissionais alertam, no entanto, que as experiências nutricionais no início da vida podem ter consequências duradouras. A melhor maneira de agir com crianças é estimular hábitos saudáveis para que elas não sofram com a obesidade, diabetes, etc., necessitando uma dieta balanceada e adequada com todos os grupos alimentares.
Com o avançar da idade algumas patologias ficam cada vez mais comuns, como diabetes, pressão alta e aumento de colesterol. Alguns suplementos podem trazer diversos benefícios, dependendo da necessidade de cada paciente, como whey protein (proteína do soro do leite) para o diabético, pré-treinos à base de vasodilatadores, tais como citrulina, arginina, beta alanina e citrato nos casos de hipertensão arterial e creatina no tratamento da sarcopenia, associado com atividade física.
Mas qual a indicação para adequar a quantidade necessária de proteínas para cada pessoa? Segundo os nutricionistas, a facilidade de conseguir carboidratos e gorduras muitas vezes não se aplica às proteínas de bom valor biológico. Desta maneira, o shake proteico se torna uma boa alternativa, uma vez que todas as refeições necessitam de uma boa quantidade de proteína, não apenas para o ganho de massa muscular, mas também para manutenção da massa no processo de emagrecimento e igualmente auxilia no próprio emagrecimento.
“As pessoas hoje em dia são muito intolerantes à lactose e à caseína, dificultando assim o consumo de alimentos ricos em cálcio e vitamina D. A maioria dos suplementos voltados a patologias clínicas possui em sua composição esta vitamina. A suplementaçã desta vitamina é muito frequente no consultório e sabemos que tem relação com depressão e doenças ósseas. Quando dizemos suplementação citamos suplementos esportivos e complexos vitamínicos. Hoje também encontramos linhas de suplementos sem glúten e lactose”, completou a nutricionista Juliana Pizetti Troiano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.