Durante cinco dias, de 16 a 20 de outubro deste ano, o Departamento de Cultura da Prefeitura Municipal e a Biblioteca Pública “Júlia Luiz Ruete” realizaram a VII Semana do Livro e da Biblioteca.

Da programação, constavam várias atividades, dentre elas uma “Viagem Literária”, objetivando estimular os estudantes a recolher subsídios, através da leitura de determinada publicação, para, em seguida, participar de uma “Oficina de Escrita Criativa”, por meio da qual teriam a oportunidade de exercitar o ofício de escritor.

Sugeri aos Dirigentes da Biblioteca e ao Diretor do Departamento de Cultura que, ao invés de uma incursão pelas páginas de um livro, a referida “Viagem Literária” se realizasse caminhando por algumas alamedas da Praça “Dr. Joaquim Batista Ferreira Sobrinho”, pois, a meu ver, a praça reúne os mais significativos adornos que permitem caracterizá-la como fiel depositária de monumentos de grande relevância para a História de Jaboticabal.

Sugestão aceita, tive o prazer de, juntamente com o amigo Dorival Martins de Andrade, colocá-la em prática. Assim, na tarde do dia 18 de outubro, acompanhamos um entusiasmado grupo de estudantes do Colégio “Moura Lacerda”.

De início, nos detivemos diante do OBELISCO DO CENTENÁRIO, monumento erigido em 1928 para marcar o transcurso dos cem anos de Fundação da Cidade de Jaboticabal. O descerramento da placa em homenagem a João Pinto Ferreira ocorreu durante solenidade que contou com a presença do Presidente (Governador) do Estado de São Paulo, Dr. Júlio Prestes.

Uma placa assentada em uma das faces do obelisco tem os seguintes dizeres:

AO SEU FUNDADOR

JOÃO PINTO FERREIRA

A CIDADE DE JABOTICABAL

1828 – 1928

 

A seguir, fez-se uma parada diante da HERMA DE BENTO VIEIRA.

Nascido em 1858, na cidade de Caçapava (SP), Bento fixou residência em Jaboticabal em 1888. Político hábil, Bento exerceu o cargo de Prefeito Municipal de Jaboticabal, de forma ininterrupta, durante catorze anos. No exercício da administração do município, preocupou-se com a criação de escolas; com a reforma e ampliação da rede de água e da rede de esgoto; promoveu a construção de novas estradas de rodagem e deu início às obras de calçamento da cidade.

A HERMA DE JOCELYN DE GODOY foi o terceiro ponto de parada. Nascido no ano de 1866, em Pirassununga (SP), Jocelyn frequentou o curso primário na cidade de Itu e o secundário em Campinas. Em 1891, aos vinte e cinco anos de idade, foi para Paris, ali permanecendo por três anos. Na “Cidade Luz” frequentou, como ouvinte, a Faculdade de Direito e estagiou no Atelier de Belas Artes Redon. Retornando ao Brasil, fixou residência no Rio de Janeiro, onde dirigiu vários jornais. Aportou em Jaboticabal em 1897.

Na “Cidade das Rosas”, Jocelyn constituiu família e participou ativamente da vida da comunidade, oferecendo à cidade o melhor de seus esforços e a cintilação mais viva e luminosa de sua inteligência.

Exerceu a Presidência da Loja Maçônica “Fé e Perseverança” por sete anos. Participou ativamente da vida política do Município, elegendo-se Vereador.

Jornalista brilhante, deu sua contribuição a diversos jornais da cidade. Destacado tribuno, desfilou seu saber jurídico pelas comarcas da região.

A herma de Jocelyn, em virtude de querela política, permaneceu por 15 anos em praça pública na acolhedora cidade de Bebedouro, retornando a Jaboticabal no dia 21 de abril de 1935, com a realização de grande festa cívica.

A Segunda Guerra Mundial também fez parte de nossas considerações, pois o grupo se posicionou defronte à ÁRVORE DO EXPEDICIONÁRIO. A placa ali existente faz menção aos soldados jaboticabalenses que participaram do conflito mundial.

JABOTICABAL HOMENAGEIA

ÁLVARO DE MELO ROSÁRIO

AMADOR ZARDIM

ANTONIO DOS SANTOS FILHO

CIRO PRADO

GERALDO CAMARGO

RUBENS DE STÉFANI

RAUL NEVES

LEORIS M. DELALANA

COM A

ÁRVORE DO EXPEDICIONÁRIO

F.B.E. – 1945

 

 

Nosso périplo encerrou-se com considerações a respeito da Revolução de 1932. No referido conflito, pereceram os seguintes jaboticabalenses: DOMINGOS (MIMI) ALEMAGNA, NORIVAL LACERDA (NENÊGO), BATISTA TIBÉRIO DE ALMEIDA, RAUL MAÇONI, NELSON SPIELMAN e ARI CAJADO DE OLIVEIRA.

Uma placa faz reverência a todos os Combatentes de 32.

CINQUENTENÁRIO DA REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA

1932 – 1982

HOMENAGEM DE JABOTICABAL A SEUS COMBATENTES

MMDC

 

O interesse demonstrado pelos estudantes ao tomar conhecimento da existência de alguns monumentos e de fatos históricos a eles relacionados, sugere que outras escolas aproveitem os recursos oferecidos pela Praça “Dr. Joaquim Batista Ferreira”, verdadeira sala de aula a céu aberto.

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorOs tempos e seus costumes
Próximo artigoMensagem do prefeito Hori

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.