7 DE SETEMBRO

O Grito do Ipiranga

            Glória, glorias aos soldados e marujos brasileiros comandados embora por altas patentes estrangeiros, lograram concretizar com o generoso sangue a redenção política der nossa Pátria que ainda hoje busca grande, a outra, a maior redenção, a redenção política de sua emancipação econômica.

Manga é a data de 7 de Setembro, que recorda o dia em que, no ano 1822 se firmou definitivamente no Brasil a sua independência.

É o dia da Pátria, a nossa maior data e no orgulho que transborda de nosso peito, não poderíamos deixar de recordar os nomes dos grandes artífices da nossa nacionalidade, nomes como José Bonifácio de Andrada e Silva, José Clemente Pereira, Gonçalves Lêdo, Januário Barbosa e o Frei Francisco Sampaio no terreno político.

No terreno militar, na “Guerra da Independência” que se tornou cruenta e heroica, além dos grandes estrangeiros a serviço da causa da liberdade dos povos surge um Luiz Alves de Lima, e Silva, e mais, a figura de uma jovem donzela (qual Joana D’Arc Brasileira), que com outras mulheres, de arma em punho, disfarçadas em homens, não trepidam em se alistarem como “voluntários”, na Vila da Cachoeira, o principal reduto, das forças libertadoras. Falamos dela, um nome que deveria ficar gravado como símbolo da mulher brasileira e que aqui grafamos com letras bem maiúsculas.

 

MARIA QUITÉRIA DE JESUS MEDEIROS

            E as damas brasileiras, vendendo suas joias para custear as despesas de uma guerra, em nome de uma legítima liberdade.

 

LIBERDADE!

Patrício brasileiro, lateja em ti o gérmen da liberdade. Toda a sua história, foi uma história de direito, em prol dos ideais nobres e generosos. Cabe-nos ainda uma longa jornada de lutas, aquelas lutas onde antevemos os ocultos rapineiros e demagogos contumazes, buscando de olhos cheios da mais sórdida cobiça, em que solertes manejos da oferta de clâmides de ouro, que mesmo sendo de ouro não são mais que correntes a prender mãos, o Pensamento, que deve ser sempre livre para a busca dessa liberdade que é a própria felicidade de um povo.

 

BRASILEIRO

Orgulho-te de tua história de tua Pátria. Saber honrá-la pelo trabalho material e espiritual é o teu dever.

Não te esqueças jamais do 7 de Setembro de 1822!

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorA Escola Equilíbrio mais uma vez é ouro!
Próximo artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.