Será que o recall no veículo é importante?

209

A pergunta acima é bem pertinente, mas o leitor já deve presumir qual é a resposta! Em se tratando da segurança do carro, toda e qualquer questão deve ser observada. O recall (aquelas notificações das montadoras chamando os proprietários de uma leva específica de um modelo para comparecem às concessionárias) tem, portanto, grande importância e qualquer reparo que o veículo venha precisar deve ser executado o mais rápido possível.
No Brasil, o Código de Defesa do Consumidor possui uma lei que define que o fabricante não pode colocar no mercado nenhum tipo de produto ou serviço que ponha em risco a saúde ou mesmo a segurança das pessoas. Os erros das montadoras na linha de produção são enquadrados como fatores que podem causar riscos.
O recall não pode trazer nenhum ônus ao consumidor. Caso o carro conste do recall, é preciso entrar em contato com o fornecedor, que provavelmente designará que o usuário compareça ao local onde será feito o ajuste. Os veículos que não atenderem à solicitação ficam registrados na documentação. Se não comparecer ao chamado em até um ano, o cliente ainda pode ir à concessionária a qualquer momento, pois é seu direito.
O empresário Mário Camargo, sócio da Ponto Forte Veículos, considera o recall muito importante para a segurança dos ocupantes do veículo. “Portanto os proprietários devem realizá-lo o mais breve possível depois da convocação das montadoras. Mesmo que seja de uma peça que aparentemente não pareça de grande importância. Para a montadora estar fazendo o recall, a possível falha deste componente pode acarretar pelo menos algum desconforto”, alerta.
Segundo Mário, as montadoras sempre realizam as campanhas de recall quando percebem que algum componente não está de acordo, pois a punição e a divulgação de possíveis acidentes recorrentes acontecendo com um modelo de veículo da marca é pior que o custo desta operação de recall.
“O proprietário que não faz o recall em seu veículo pode estar colocando a vida dos ocupantes em risco ou pelo menos fica sujeito a algum desconforto. Por exemplo, o recall pode ser de um air bag – que pode não funcionar em caso de acidente, aumentando a chance de ferimento graves. Ou de uma mangueira de ar condicionado que pode romper e o veículo ficar sem a climatização em um dia de muito calor”, explicou o empresário do ramo de automóveis, acoselhando que to sempre que o proprietário receber o comunicado do recall de seu veículo, seja por carta, por e-mail ou pela mídia, deve procurar a revenda onde adquiriu o veículo e agendar o serviço. “Para isso a Ponto Forte Veículos conta com um suporte de pós-venda que faz o agendamento deste tipo de serviço, como também do serviço de manutenção preventiva, encaminha o carro e deixa o cliente com um carro reserva na data de execução do recall, sem custo”, concluiu Mário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.