Versos no Museu: de volta “As rimas da quebrada”

270

O Museu Histórico Aloísio de Almeida, além de abrigar arquivos importantes que retratam e resgatam a história de Jaboticabal, como as edições impressas do O Combate – este centário veículo de comunicação, tem sido palco também de uma série de eventos culturais.
Os jardins do Museu Histórico, por exemplo, reservam uma noite repleta de versos, rimas e atitude. Na edição de ontem da “Quinta no Museu”, que acontece sempre às quintas-feiras, na parte do fundo do Museu, os músicos que apreciam rap foram os responsáveis pelo encontro.
Com as participações de Heitor Jay, Mano Rafa e Nego LP, a noite foi de música e prosa. “Essa é a segunda noite que recebemos os mc´s de nossa cidade. Jovens com um trabalho muito legal e que, muitas vezes, sofrem com a falta de oportunidade. Assim como na primeira noite dedicada ao rap, espero que nosso jardim receba um bom público”, afirma o diretor de Cultura, José Mário de Oliveira.
A “Quinta no Museu” começa sempre as 19h30 e a entreada é franca. Mais informações no Departamento de Cultura ou pelo telefone 3202-8323.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.