Rugas ao redor dos olhos

270

O envelhecimento é uma parte inseparável da vida humana. Nascemos, crescemos e vamos envelhecendo ao longo dos anos. Entretanto, hoje há diversas técnicas que ajudam a melhorar a aparência e contribuem para assegurar que a idade não fique tão evidente.
A partir dos 30 anos de idade, os primeiros sinais do envelhecimento já podem ser notados, principalmente na pele do rosto e na região das pálpebras. A oftalmologista Tatiana Nahas, especialista em cirurgia de pálpebras e Chefe do Serviço de Plástica Ocular da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, explica que as rugas que surgem na região dos olhos, chamadas de periorbitárias, ou popularmente conhecidas como pés de galinha, têm um papel importante no aspecto do envelhecimento facial, já que os olhos são nosso cartão de visitas.
Passamos por mudanças degenerativas nas fibras do colágeno e da elastina da derme no processo de envelhecimento. Há também atrofia dos músculos da expressão facial, alteração na estrutura óssea e reestruturação da gordura facial. Essas alterações podem levar ao surgimento das rugas, que são sulcos ou depressões que aparecem na pele. A cútis também perde sua tonicidade e apresenta maior tendência a manchas.
Segundo a Dra. Tatiana, esse o processo do envelhecimento é ainda mais prejudicial para a pele das pálpebras, a mais fina e delicada do nosso corpo. “A delicadeza da pele das pálpebras é um convite para o surgimento das rugas, principalmente se há outros fatores de risco envolvidos, como tabagismo, excesso de exposição solar, falta de hidratação e, claro, predisposição genética”, diz.
Mas, o que poucas pessoas sabem é que as rugas não são todas iguais. “Temos as estáticas, que surgem com o tempo independente do movimento, e as dinâmicas, que são aquelas que se desenvolvem devido a um movimento muscular, como sorrir, chorar, franzir a sobrancelha, etc.”, explica.
Ela lembra que uma ruga dinâmica pode tornar-se uma ruga estática. “A ruga estática é aquela permanente, ou seja, a pele ficou marcada de forma definitiva e ela pode ser vista sem qualquer movimento do rosto. Geralmente, as rugas estáticas são mais profundas que as dinâmicas”, diz a médica.
“Uma das queixas mais comuns no consultório são os pés de galinha. A principal causa é a hiperatividade do músculo orbicular da pálpebra. Para melhorar a aparência é possível usar a toxina botulínica com ótimos resultados”, diz Dra. Tatiana, lembrando que quando temos rugas muito profundas, pode ser mais desafiador corrigir para atingir um bom resultado.
A médica Bruna Ávila Lins acrescenta que além do uso de óculos com proteção UVA/UVB não se pode deixar de usar o protetor solar. “Temos cremes excelentes específicos para a região dos olhos com elementos firmadores e hidratantes, que não irritam os olhos. Podemos, principalmente nessa época do ano, investir em tratamentos como laser de CO2 para amenizar as rugas dinâmicas e até mesmo as estáticas, skinbooster e aplicação de toxina botulínica”, diz a Dra. Bruna.
Outras medidas que as médicas aconselham são: largue o cigarro e consuma álcool moderadamente; beba muita água; invista em alimentos saudáveis, como frutas, verduras, legumes, grãos e oleaginosas; fique atento as suas expressões faciais, principalmente aquelas que podem piorar o estado de rugas já aparentes.
A hidratação facial, na opinião da médica, é sempre muito importante, bem como o uso de protetor solar. “Investir em uso de nutracêuticos, que auxiliam muito na prevenção e firmeza da pele, é uma ótima pedida para quem quer evitar as rugas na região das pálpebras e, é claro, em outras regiões”, concluiu a Dra. Bruna.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.