Saúde intensifica combate ao Aedes aegypti

47

Por mais que as informações estejam sendo disseminadas, por mais que os meios de eliminar o agente transmissor de arboviroses seja elencada diariamente, o descuido de algumas pessoas permite a proliferação do Aedes aegypti e corrobora para o aumento em casos de dengue. Na tentativa de reverter este quadro, a Secretaria de Saúde de Jaboticabal está intensificando as ações no combate à dengue, zika, chikungunya e febre amarela. Uma das iniciativas da Secretaria foi a distribuição de repelentes. As gestantes já podem buscar o produto no CIAF mais próximo.
O repelente é uma maneira paliativa de evitar ser picado por um agente contaminado, mas ele não evita aumento de dengue. A única maneira de evitar a proliferação do mosquito é não deixar água limpa parada. O uso do repelente auxilia na prevenção das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. “As gestantes precisam redobrar a atenção e o uso de repelentes é uma forma segura de afastar o mosquito. Os moradores de Jaboticabal não estão imunes ao vírus tipo 2, já que este tipo não circulou na cidade nos anos anteriores. Ele é mais agressivo e pode deixar o paciente mais debilitado. É importante que quando a pessoa tiver os sintomas já procure a unidade de saúde mais próxima”, informa o secretário municipal de Saúde, João Roberto Silva.
Os sintomas da dengue são febre acima de 39º C, enjoos ou vômitos, dor de cabeça constante, dor no fundo dos olhos, manchas vermelhas na pele, em todo o corpo, cansaço excessivo sem razão aparente, dor nas articulações e ossos, sangramentos pelo nariz, olhos ou gengivas, urina rosa, vermelha ou marrom.
A guerra contra o mosquito nunca terá fim enquanto a população não conscientizar-se que a responsabilidade é de todos. Cada um deve fazer a sua parte e ninguém está salvo de ser picado por um mosquito infectado. “A população precisa verificar principalmente os locais de difícil acesso, como atrás de máquinas de lavar, calhas, telhados, recipientes de água do descongelamento atrás das geladeiras e ralos abertos. Bebedouros de animais e bandejas de ar-condicionado também devem ser verificados constantemente”, adverte o secretário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui.